Como funciona a escrituração contábil

Para que o controle do Patrimônio seja eficaz, a Contabilidade precisa registrar todos os fatos que ocorrem na empresa.

Esse registro é feito através da escrituração.

Em 1.494, o frei e matemático Luca Pacciolo divulgou o método das “Partidas Dobradas”, que se mostrou o mais adequado, produzindo informações úteis e capazes de atender a todas as necessidades dos usuários para gerir o patrimônio, tornando-se um marco na evolução contábil.

O método das “Partidas Dobradas” consiste no princípio no qual para todo DÉBITO em uma conta, existe simultaneamente um CRÉDITO, da mesma maneira que a soma do débito será igual a soma do crédito, assim como a soma dos saldos devedores será igual a soma dos saldos credores. Para toda a conta devedora há uma conta credora.

A escrituração, uma das técnicas utilizadas pela Contabilidade, consiste em registrar nos livros próprios, Diário e Razão, todos os fatos que provocam modificações no Patrimônio da empresa.

A escrituração começa pelo livro Diário, onde os fatos são registrados de forma mercantil, através do lançamento, obedecendo a uma disposição técnica em ordem cronológica.

Para registrar os fatos através dos lançamentos, a Contabilidade utiliza as contas.

Contas

Conta é o nome técnico dado aos componentes patrimoniais (Bens, Direitos, Obrigações e Patrimônio Líquido) e aos elementos de resultado (Despesas e Receitas).

É através das contas que a Contabilidade consegue desempenhar seu papel. Todos os acontecimentos que ocorrem na empresa, responsáveis pela sua gestão, tais como compras, vendas, pagamentos e recebimentos, são registrados nos livros próprios através das contas.

Classificação das contas

As contas podem ser classificadas em dois grupos:

  • Contas Patrimoniais: são as que representam os elementos que compõem o Patrimônio. Dividem-se em três grandes grupos: Ativo , Passivo e Contas de Resultado.
    • Ativo: Bens e Direitos – Caixa, Bancos conta movimento, Duplicatas a Receber, Empréstimos a Receber, Investimentos em outras empresas, Construções e Benfeitorias, Máquinas e Equipamentos, Veículos, Computadores, são exemplos de contas do Ativo.
    • Passivo: Dívidas e Obrigações a Pagar Fornecedores, Empréstimos, Salários a Pagar, Obrigações Sociais a Pagar, Impostos a Pagar, Outras Contas a Pagar, são exemplos de contas do Passivo.
  • Contas de Resultado: Dividem-se em Contas de Despesas Custos e Contas de Receitas.
    • Despesas: caracterizam-se pelo consumo de Bens e pela utilização de serviços, sendo o esforço dispendido pela entidade para colocar seus produtos a disposição do consumidor. Água e Esgoto, Energia Elétrica, Material de Limpeza, Salários, Encargos sociais são exemplos de contas de despesas.
    • Custos de produtos vendidos, caracterizam-se pelo consumo de bens utilizado na fabricação e\ou comercialização de Bens, sendo o esforço dispendido pela entidade para produzir ou adquirir produtos para revenda.
    • Receitas: decorrem da venda de Bens ou da prestação de serviços. Vendas de Mercadorias, Receitas de Serviços, são exemplos de contas de Receitas

Lançamento

É o registro dos fatos contábeis realizado através do método das partidas dobradas, sendo a partida devedora representada pela aplicação do recurso e a partida credora sendo representada pela origem do recurso.

  • D: Aplicação
  • C: Origem

Os lançamentos atendem a duas funções: histórica que consiste na narração do fato em ordem cronológica (dia, mês, ano e local) e monetária que compreende o registro da expressão monetária dos fatos e o seu agrupamento conforme a natureza de cada um. E devem ser escriturados de acordo com algumas disposições técnicas, tais como: evidenciar o local e a data do registro, a(s) conta(s) debitada(s), a(s) conta(s) creditada(s), o histórico da operação e o valor da operação.

Comentários

  1. haldryn

    como fazer o lançamento(como classificar objetos tais como regulador de gas valor contabil R$ 72,00 maçarico de conte 350,00 bico de corte 28,00 retificador esab 2600,00 porta eletrodo 29,00, se todos foram comprados juntos na mesma NF se sao todos utilizados pra consertos e reparos

  2. haldryn

    como fazer a depreciação deste objetos de valores diferente como saber o percentual aplicavel o tempo de vida util de cada um

  3. Helio Rodrigues Araujo

    Haldryn

    É importante entender o seguinte: qual será a utilização do bem? Será utilizado para produzir bens ou serviços? em caso positivo, entendo que esses objetos fazem parte de um conjunto e todos são um único equipamento, portanto devem ser contabilizado como imobilizado. Todas as vezes que eles forem repostos devem ser imobilizados também, porém os eletrodos utilizados para a soldagem, devem ser custo e\ou despesa dependendo da utilização. S.M.J.

    Espero ter sanado tuas duvidas.

    Hélio R. Araújo
    Gestor da página

  4. Helio Rodrigues Araujo

    Haldryn

    Entendo que cada um dos itens acima não tem uma utilidade, porém juntos formam um conjunto harmonioso e único, portanto devem ser considerados como um todo. Esse todo que deve ser considerado para as outras situações, tais como tempo de vida útil, etc. S.M.J.

    Hélio R. Araújo
    Gestor da página

  5. JAKSON

    Caro Helio
    Achei muito interesante esta pagina, realmete ajuda muito aos estudiosos da Ciencia Contabil, você esta de parabens.

  6. Helio Rodrigues Araujo

    Jakson

    A participação de vocês através dos comentários e questionamentos tem nos estimulados a cada vez procurar melhorar os artigos dessa pagina.

    Obrigado e um feliz natal e um ano venturoso a você e todos os seus.

    Hélio R. Araújo
    Gestor da página

  7. diego

    como funciona, para fins de escrituração contábil, o regime de competência

  8. Helio Rodrigues Araujo

    Diego

    Da seguinte maneira: A conta de energia que vence no dia 05/02/2011 mais é referente ao consumo de 01 a 31 de janeiro de 2011, deve ser contabilizada no ultimo dia de janeiro de 2011, da seguinte forma: D – Despesa de Energia e C – Energia a pagar, conta do Passivo Circulante. Desta maneira o sr. esta considerando como efetivamente constituida uma despesa que foi do mês de janeiro de 2011, independente dela ter sido paga.

    Um abraço e sucesso

Comente