O custo dos estoques

A expressão “estoque” designa quantidades ou valores monetários dos itens materiais de propriedade de uma empresa industrial, que:

  1. são mantidos para vendas futuras (produtos acabados)
  2. encontram-se em processo de fabricação (produtos em processo)
  3. são consumidos no processo de fabricação dos produtos a serem vendidos (matérias-primas, componentes, etc.)
  4. são consumidos no atendimento das funções de apoio das vendas e administrativas da empresa (material de expediente, de escritório, etc.)

Obviamente, o componente fundamental do custo dos estoques é o custo de produção ou de compra dos materiais estocados, esses materiais, representando valores expressivos, devem ser mantidos em bom estado, protegidos dos riscos naturais e dos não naturais, como furtos e incêndios por exemplo.

Tudo isso implica gastos adicionais, mas entre todos os gastos relacionados com a manutenção de estoques, destaca-se aquele relacionado ao seu financiamento, em adição a esses gastos, devemos acrescentar aqueles decorrentes da complexidade dos controles exigidos pelos estoques dessas empresas.

E aí começa a busca pelo custo mínimo do estoque. Qual seria esse custo mínimo?

Poderíamos citar aqui o método conhecido como “JIT” “Just in Time” já do conhecimento de todos que seria aquele método com o procedimento radical de termos o estoque no exato momento de seu consumo, sabemos que o JIT representa um objetivo inatingível em seus termos absolutos, como o é, também. a fugidia qualidade total: haverá sempre uma lapso de tempo (por menor que seja) de permanência de bens no estoque, assim como haverá sempre uma defeito (por insignificante que pareça) para manter viva a humildade dos controladores de qualidade.

Mas, conquanto inatingível em sua feição extrema, não resta dúvida de que o objetivo final do JIT merece ser perseguido incessantemente. Mesmo porque, a experiência Japonesa em passado recente, parece indicar que é possível atingir aproximações muito satisfatórias do seu objetivo radical, com inegáveis vantagens para os perseverantes.

Comentários

  1. luciana

    trabalho de 2010 custo de estoque

  2. Helio Rodrigues Araujo

    Luciana

    Parabéns, tomara que consiga trabalhar o tema.

    Um abraço e sucesso

    Hélio R. Araújo

Comente